Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Francisco Malaquias participa de reunião com governador
27/02/2015 - 09h51m

Francisco Malaquias participa de reunião com governador

Secretários foram informados de que cobranças do governo serão mais firmes com instalação de software de monitoramento

Francisco Malaquias participa de reunião com governador

Procurador-geral informa atividades que estão sendo desenvolvidas na PGE

Nesta quinta-feira (26), o procurador-geral do Estado, Francisco Malaquias, participou do encontro mensal com o governador Renan Filho e os secretários estaduais. Na reunião foi enfatizado o compromisso pelo alinhamento na administração foi cumprido. Os temas principais em discussão foram o balanço do Plano dos 100 Dias, a prática da governança corporativa e as ferramentas de monitoramento das ações.

Na oportunidade, o procurador-geral informou as atividades que estão sendo desenvolvidas na PGE para atender ao plano governamental.  Entre as propostas está a de padronizar as minutas de edital de licitação e contratos na administração estadual e implantar as procuradorias setoriais para as áreas de maior demanda, como saúde, educação e infraestrutura.

É meta instalar a Procuradoria Itinerante, permitindo assim a atuação conjunta da Procuradoria Administrativa com a Secretaria de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag). Com isso será possível proporcionar celeridade na análise de processos cujas matérias se ajustem em pareceres normativos. 

Para os primeiros 100 dias de governo, as secretarias propuseram um total de 219 ações. Dessas, a maior parte – mais de 90% – segue o andamento planejado. O governador, no entanto, salientou que o número de ações não deve ser fixo – pode ser ampliado e deve, segundo Renan Filho, de acordo com as necessidades da população.

“Temos o cumprimento da maior parte dos marcos, mas esse não é momento para comemorarmos. Essa reunião é da governança corporativa e estamos aqui para enxergar o que foi feito, mas, principalmente, com a finalidade de aprimorar a estratégia para fazer mais”, disse o governador. 

Sobre o trabalho, Renan Filho pontuou, mais uma vez, os princípios de gestão. “Toda a atividade, desde o planejamento das iniciativas, deve ser norteada pela ética, transparência e proximidade com o cidadão”, exigiu. Sobre a transparência, a Controladoria Geral do Estado (CGE) deve ter um papel fundamental.

A controladora-geral do Estado, Maria Clara Bugarim, destacou a necessidade de avanços. “Somos hoje o 20º estado no ranking brasileiro da transparência. Estamos muito atrás no cenário nacional. Fico muito satisfeita em ver que esse princípio consta na base do plano de governo e vamos dar uma visibilidade ampla às ações e aos gastos para a sociedade”, declarou.

Enquanto a plataforma de transparência pública está sendo construída, o monitoramento interno das ações já é feito e aprimorado. Na ocasião, foi apresentado aos secretários um software que deve ser alimentado com as ações de governo – conteúdo deve abranger prazos, andamento, entraves, dentre outras informações.

A ferramenta permite uma sistematização para cobranças, mas também é um meio para que as secretarias se “enxerguem” – tenham um retrato exposto para avaliação constante.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

banner-transparencia.jpg

integra

diario-oficial.jpg

Fale Conosco

faleconosco.gif

portal-do-servidor.png