Estado de Alagoas

Ir para o conteúdo. | Ir para a navegação

» Página Inicial Sala de Imprensa Notícias Alagoas registra presença no 42° Congresso Nacional dos Procuradores de Estado
13/10/2016 - 21h20m

Alagoas registra presença no 42° Congresso Nacional dos Procuradores de Estado

Encontro ocorre em Vitória e reúne mais de 600 membros de todo o país; em pauta, a discussão sobre a influência do novo CPC

Alagoas registra presença no 42° Congresso Nacional dos Procuradores de Estado

Cerca de 20 procuradores de Estado de Alagoas participam durante toda a semana, em Vitória, no Espírito Santo, dos trabalhos do 42° Congresso Nacional dos Procuradores dos Estados e do DF. O encontro este ano aborda o tema A influência do Novo Código de Processo Civil na atuação da Advocacia Pública. A solenidade de abertura reuniu mais de 600 procuradores de todo o País e contou com a presença do vice-governador do Espírito Santo, César Colnago, entre outras autoridades.

 

A promoção é da Associação Nacional dos Procuradores de Estado (Anape) em parceria com a Associação dos Procuradores do Estado do Espírito Santo. No discurso de boas-vindas, o presidente da APES, Leonardo Carvalho da Silva, revelou as angústias envolvidas na preparação do evento de tamanho porte e a sensação de dever cumprido com a chegada da abertura. No final, desejou a todos que aprendam um pouco mais com as palestras e painéis, mas que não deixem de se divertir muito.

 

O procurador-geral do Estado do Espírito Santo, Rodrigo Rabelo Vieira, abordou a realidade da classe e os desafios enfrentados no dia-a-dia. Por sua vez, o presidente do Colégio Nacional dos Procuradores-Gerais, Francisco Wilkie, pediu licença aos presentes para quebrar a liturgia e se dirigiu aos colegas declamando versos. O presidente da Anape, Marcello Terto, reafirmou a satisfação de mais uma vez declarar aberto o principal evento da classe, e ter esse ano o lançamento da Cartilha da PEC 82, pelo Movimento Nacional da Advocacia Pública, com a presença dos presidentes das associações da advocacia pública federal. No discurso, defendeu que o Estado é a última frente de combate para que os procuradores disponham de prerrogativas e condições essenciais para a execução do trabalho em defesa do Estado e do erário, no combate à corrupção.

 

O professor Diogo de Figueiredo Moreira Neto como o palestrante da conferência de abertura pontuando as alterações vindas com o Novo CPC. Para os próximos dias do evento estão reservadas a apresentação e defesas de teses divididas nas áreas Direito Ambiental, Direito do Trabalho, Processual Trabalhista, Administrativo, Tributário, Financeiro e Processual Civil. Inclusive, procuradores Angelo Braga, Fábio Lins, Roney Leão e Helder Braga estão entre os inscritos a defender teses no evento nacional.

Ações do documento

banner_lai+sic_LATERAL-A-PLONE3.jpg
banner_lai+sic_LATERAL-B-PLONE3.jpg

banner_GERAL_LATERAL_sic-plone3.jpg

null

banner-transparencia.jpg

integra

diario-oficial.jpg

Fale Conosco

faleconosco.gif

portal-do-servidor.png